13 de fevereiro de 2012

O Alienista - Machado de Assis

Mais uma obra literatura brasileira que não pode passar despercebido em Recommended Books. "O Alienista" foi lançado em 1882 por Machado de Assis (também escritor de "Dom Casmurro", "Memórias Póstumas de Brás Cubas" , "Helena" entre outros... ). 


Conta a história de Simão Bacamarte, um médico muito famoso em Portugal e Espanha, que vai morar em Itaguaí. Lá, ele começa a investigar e a estudar sobre a loucura das pessoas desta cidade. Ele cria, basicamente, um hospício onde ele interna qualquer pessoa em que ele desconfiar que pode estar com a doença da "loucura".  Ao longo do livro, vocês podem perceber como vivem essas pessoas, quais são os métodos em que ele utiliza para tentar "cura-los" entre outros. Porem, ele termina entrando em conflito com sua esposa pois não apoia seu trabalho, termina achando que todos naquela cidade estão loucos e, no final, entra em conflitos internos. Confesso que só li este livro por que minha professora meio que obrigou a turma a lê-lo porem eu gostei muito de como a história se desenrola!! Espero que gostem xD


Abaixo vai a sinopse:

*Sinopse: "Simão Bacamarte é o protagonista, médico conceituado em Portugal e na Espanha, decide enveredar-se pelo campo da psiquiatria e inicia um estudo sobre a loucura e seus graus, classificando-os. Funda a Casa Verde, um hospício na vila de Itaguaí e abastece-o de cobaias humanas. Passa a internar todas as pessoas da cidade que ele julgue loucas; o vaidoso, o bajulador, a supersticiosa, a indecisa etc. Costa, rapaz pródigo que dissipou seus bens em empréstimos infelizes, foi preso por mentecapto. A tia de Costa que intercedeu pelo sobrinho também foi trancafiada. O mesmo acontece com o poeta Martim Brito, amante das metáforas, internado por que se referiu ao Marquês de Pombal como o dragão aspérrimo do Nada. Nem D. Evarista, esposa do Alienista escapou: indecisa entre ir a uma festa com o colar de granada ou o de safira. O boticário,os inocentes aficcionados em enigmas e charadas, todos eram loucos. No começo a vila de Itaguaí aplaudiu a atuação do Alienista, mas os exageros de Simão Bacamarte ocasionaram um motim popular, a rebelião das canjicas, liderados pelo ambicioso barbeiro Porfírio. Porfírio acaba vitorioso, mas em seguida compreende a necessidade da Casa Verde e alia-se a Simão Bacamarte. Há uma intervenção militar e os revoltosos são trancafiados no hospício e o alienista recupera seu prestígio. Entretanto Simão Bacamarte chega á conclusão de que quatro quintos da população internada eram casos a repensar. Inverte o critério de reclusão psiquiátrico e recolhe a minoria: os simples, os leais, os desprendidos e os sinceros. O alienista contudo, imbuído de seu rigor científico percebe que os germes do desequilíbrio prosperam porque já estavam latentes em todos. Analisando bem, Bacamarte verifica que ele próprio é o único sadio e reto. Por isso o sábio internou-se no casarão da Casa Verde, onde morreu dezessete meses depois. Apesar do boato de que ele seria o único louco de Itaguaí, recebeu honras póstumas."



BOA LEITURA!!


by. Isabele 

0 comentários:

Postar um comentário

Ola! Tem alguma dúvida? Então comente...
Ficaremos felizes de saber a sua opinião e iremos lhe responder assim que possivel então... fiquem atentos. :D
Mas calma, chingamentos e palavrões não são permitidos ok?!
Bjinhos...