19 de setembro de 2014

Cemitério de Dragões - O Legado Ranger I - Raphael Draccon

 *Sinopse: "Em diferentes pontos do planeta Terra, cinco pessoas com histórias e origens completamente distintas desaparecem por motivos variados e acordam numa outra realidade. Em meio a guerras envolvendo demônios, dragões, homens-leão, seres fantásticos e metal vivo, os cinco precisam compreender os motivos de estarem ali e combater um mal que talvez não possa ser impedido. Este é o mote de Cemitérios de dragões, o novo romance de Raphael Draccon, que marca a estreia do selo Fantástica. No livro, o autor de Dragões de Éter apresenta uma versão moderna e adulta de um universo inspirado por séries queridas por toda uma geração como Jaspion, Changeman, Flashman, Black Kamen Rider e Power Rangers."

Cemitério de Dragões é um livro escrito por Raphael Draccon, lançado pela Editora Rocco e liberada pela mesma com o Selo Fantástica, sendo ele e a escritora (E também esposa) Carolina Munóz os precursores deste novo movimento. O autor tambem possui outras obras como a saga Dragões de Eter, lançado pela Editora Leya e sucesso entre o público infanto-juvenil.  Cemitério de Dragões possui 352 páginas e foi lançado em agosto deste ano.

Conta a estória de 5 pessoas completamente diferentes mas com algo em comum, todos eles são humanos e, ao acordarem, se descobrem em um mundo totalmente novo cheio de perigos.

Ashanti, uma guerreira africana, nascida por conta de um estupro, rejeitada pela mãe e condenada a vida sofrida de Ruanda. Ao aparecer no novo mundo, passou a aprender tudo sobre o lugar, de artes marciais até a língua local. Se tornou a melhor de todos os monges treinados do rei de Taremu e chamou a atenção do príncipe. Segundo o príncipe Rogua, sábios antigos previram que ela seria a mulher que protegeria a dádiva Miho, a pessoa que guiaria o povo a vitória quando a Noite da Serpente chegasse. Ao conversar com ele, acabou se apaixonando. Porem, segundo os sábios antigos, para conseguir a vitória, Miho precisaria convencer todos os povos daquele planeta a se juntarem nessa guerra. Sem o consentimento do príncipe, os dois saem em busca de seguidores. Infelizmente o castelo é atacado, as cidades são destruídas e, ao perceber que isso acontecia por sua causa, Miho acaba decidindo voltar, deixando assim a muito relutante Ashanti com a tarefa de convencer os povos a lutarem. Com lágrima nos olhos, e com uma promessa de que voltaria para salva-lo, ela sai em disparada pelo desconhecido.

Derek, sargento e soldado do esquadrão Ranger do exercito Americano, se encontra em uma caverna rodeada de dracônicos, escravizado por eles e sem qualquer maneira de se comunicar com outros pois nenhum deles (Seres que nunca viu antes e que possivelmente veio de outros planetas) falava a sua língua. A pesar disso, o soldado sempre tinha em mente encontrar um modo de fugir e foi isso que o motivou a seguir em frente, mesmo nas condições lamentáveis em que se encontrava.

Amber, uma garçonete irlandesa, conhecedora de artes marciais secretas que, após chegar ao novo mundo e ser capturada por seres dracônicos (Não sem lutar e matar alguns no caminho), se encontra em uma masmorra escura, presa pelas mãos e sem qualquer possibilidade de fuga. A pesar disso, o que a motivava a  seguir em frente é o seu temperamento forte e seu pensamento em encontrar seu irmão.

Romain é um rapaz meio... irritante no começo! Um francês, tendo como profissão ser dublê e, além disso, ele se considera um mestre do Parkour. Sua participação inicia quando ele acorda, completamente nu e com fome. Na decisão entre comer e arrumar roupas, decidiu que sua fome era maior e acabou roubando 2 galinhas. Ao ver um homem nu segurando o pescoço das galinhas e falando coisas ininteligíveis, a dona da casa acabou chamando a população e ele acabou sendo preso e engaiolado a espera de um julgamento público que decidiria sua vida.

Daniel é um jovem hacker, brasileiro, descendente de de japoneses e um exímio espadachim. Sua parte começou quando, ao chegar na praça, percebeu que acontecia um julgamento. Infelizmente, o julgado era Romain e ao perceber que o garoto compreendia o que dizia, acabou por demonstrar que Daniel era seu cúmplice. Ao ver que Daniel conseguia compreende-lo, a população acabou por prende-lo e os dois foram condenados a forca por bruxaria. Juntos, Daniel e Romain acabam sendo a dupla preferida dos leitores por suas cenas cômicas.

O que uniu essa turma bem diferente? O desejo de salvar não só o povo de Taremu, mas todos os outros planetas (E o seu próprio), e destruir o demônio-rei Asteroph e a demônio-bruxa Ravenna.


Espero que gostem tanto quanto eu dessa estória.

Comentário: Confesso que eu não FAZIA IDEIA de quem era o Draccon. O que me motivou a ler seu livro foi que, após ler O Arqueiro e a Feiticeira (De Helena Gomes) e participar do Hangout feito pela editora com Raphael, Helena e Carolina, decidi comprar o livro. Como o livro da Helena acabou me fazendo apaixonar pela literatura fantástica, decidi dar uma chance a Carol e ao Raphael e sim, comprei os livros sem nem mesmo ler a sinopse [kkkkk... :) ].

Primeiro comentário: Achei a arte da capa, o estilo vermelho por traz da capa, a arte feita em cada capítulo e as separações a coisa MAIS FOFA DO MUNDO! Sério, se eu odiasse o livro, pelo menos valeria a pena ter um exemplar como esse em mãos. Posteriormente liberarei a imagem para que possam ver com mais detalhes.

Segundo comentário: O Draccon conseguiu me capturar em menos de 20 páginas lidas. Sua escrita é tão boa e tão rico em detalhes que precisei fazer um esforço para prolongar a leitura por que eu sabia que, sem controle, eu terminaria o livro em 1 dia.

Terceiro comentário: Ao terminar o livro, tive vontade de MATAR o Draccon. Por que? Ele praticamente deixou um "Continua..." enorme no final (Sentido figurado) fazendo com que eu gritasse com o livro dizendo "Como assim? Cadê o resto? O Draccon não pode estar fazendo isso com meu coraçãozinho... :( ". Após muitos livros lidos, muitas séries incompletas e muita espera, ele conseguiu elevar meu nível de curiosidade passando a ser o numero 1.
 
Abaixo vai alguns trechos com Daniel e Romain que me fizeram gargalhar ao ler.

"-Dragões...- ordenou Derek, virando-se para o grupo ao fundo. - Hora de voar!
-Nós temos um nome de guerra agora? - questionou Romain, ainda meio enlouquecido com o cenário do lado de fora.
-Eu gosto. - comentou Amber de maneira fria.
-Eu também adorei! - comentou Daniel.
- Você é virgem, Daniel! - resmungou Romain - Você vai concordar com qualquer coisa que ela diga!"


"O homem-leão apanhou a massa do cadáver dracônico do chão.
-Amigo... amigo...- disse Romain com as palmas abertas, tocando em si próprio. Depois, apontou para os dracônicos em guerra ao fundo. - Inimigo! Pega! Pega!
- Isso é um homem-leão, seu idiota! Não um Pokemon! - a voz de Daniel de repente surgiu.
- Eu nem sei que porcaria é um pokemon, seu nerd desequilibrado! (...)"

0 comentários:

Postar um comentário

Ola! Tem alguma dúvida? Então comente...
Ficaremos felizes de saber a sua opinião e iremos lhe responder assim que possivel então... fiquem atentos. :D
Mas calma, chingamentos e palavrões não são permitidos ok?!
Bjinhos...